quarta-feira, 3 de novembro de 2010

ONTES DE ONTES

Ontes de ontes eu parei bem pertin do espei
oiei pru altu e e quando voltei a oia pru espei
mi vêi uma lembrança sua.

Fiquei sem graça comigomes, falei uai, mas n'tem motivo prisso naum
sinti que eu tava judiadin, pensei: -Meu deus mas comequi pode uma coisa dessa!
Ai quandé assim vou oia o álbum de fotografia.

Peguei o albúm azul, sentei no sofá, dei uns taps nele pra tira a poeira
e fui logo tratano de ver, se você tava em alguma foto.
E nada de acha ela, oiei oiei, e nada...

Percebi depois de um esforço
que ela não existia, mas me fazia falta.
um troço estrain...

Ai eu vi uma foto antiga!
Nem parecia eu mais, aquela carinha de joei
Ai encontrei o que eu tinha perdido
Era eu dentr' d mim. E ela era só uma ilusão
Algo que só me faz falta, quando eu esquess de
quem eu era

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentem, perguntem, elogiem, critiquem, mas sejam verdadeiros...