quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Quatro Cantos

Era sua pele que faltava
Do que eu precisava, tudo eu tinha volta...
ninguém poderia dizer nada
nunca fui de exigir palavras

Sempre observei gestos
E quando eu complicava muito as interpretações
Eu sorria....
Aquilo era demais pra minha compreenssão!

Sou feliz e Sei

domingo, 2 de janeiro de 2011

Emo, Vlog, blog modernidade

Moçada! È muito estranho! Vou procurar algo bacana pra ver na internet, algo divertido sem ser sacana, algo sei lá que acrescente... E só vejo mídia, moda, twiter, adolescente loucos sei lá. Eu não estou aqui para falar que na minha adolescência as coisas eram diferentes e blá, blá, blá.Nós estamos inseridos em um contexto maior. Sim e a galera toda. A modernidade nos deu uma certa voz e uma liberdade de falar o que quisermos e "ser" o que quisermos que não é real! Você faz um vídeo criticando, um outro que fez um vídeo que gosta de uma banda que "num sei que lá mais". E eu não fujo disso. To aqui perdendo um tempinho pra falar a mesma baboseira. Alguns podem pensar " ah mais você está expondo seu ponto de vista". Sim estou! Mais na verdade eu nem queria ter ponto de vista sobre esse assunto. Hoje todo mundo tem essa merda de computador em casa! Com a "internet"! Deus! Obrigado por eu só ter tido internet em casa quando eu entrei pra faculdade ( e mesmo assim ela nem é tão util). Putz! Eu to um pouco cansado disso. Até outro dia eu não sabia o que era ser CULT, ai você joga no Google e pronto você descobre. Ae começa toda a discussão, de quem é CULT, quem não gosta dos Cult e pa pa pa. Assim acontece com os emos, coloridos e tantos outros.




Nada contra os caras, e sei lá se eles tem público, que bom pra eles neh! O que eu não aguento e me irrita muito é o fato de existir lugares onde essa "moda" não chega, ou só chega até os olhos.

Vejam esse garoto moçada! Que olhar puro e simples! Peguei essa foto num site com toda licença, digo o que passará pela cabeça desse jovem, quando ele entra na internet ou sei lá vê televisão e vê esse inferno todo de moda de "mídia"? É do lado desse garoto que estou! Quero ler livros de papel! Ouvir o pessoal contar causos, sabe eu quero viver um pouco com meus pais e avôs viveram!

As músicas de amor... Eu gosto das músicas tristes, de amor, das que falam da vida,do sofrimento. A dor é uma ótima inspiração para a arte, ás vezes me parece ser as músicas felizes muito falsas... Elas fazem um barulho para serem notadas e vamos sendo levados... depois no fim da festa, quando todos foram embora, são as outras músicas que ficam... silenciosas a nos fazer companhia.

Você tem que existir virtualmente... isso hoje em dia se tornou uma fútil necessidade, é inegável que a internet é uma ferramenta, e como toda ferramenta pode, consertar ou estragar. O problema é quando você existe mais virtualmente do que do jeito normal, vivo convivendo com pessoas.

Eu queria ter sofrido mais. Às vezes me deparo com frases como esta: "O homem que a dor não educou será sempre uma criança."
(Niccolò Tommaseo) E vejo que sofrer é sim uma provação que torna as pessoas melhores. Eu não minto eu qero ser melhor, todos os dias. 

E meu precioso tempo, tempo de vida, ás vezes é desperdiçado por que inutilmente você procura algo legal seja na net ou na tv e raramente tem algo realemten interessante. 
Admiro esses ae que criam Vlogs e falam o que pensam, mostram a cara, imitam e sei lá, fazem coisas que não me despertam emoção alguma, ás vezes nem desprezo. E Gosto de ver os comentários, principalmente quando são das bandinhas...
uma galera chamando os caras de "viado""musica ruim" E os "fãs" defendendo os caras e retrucando a ofensa: 
Alguns dizem "-Vocês estão é com inveja" Concordo com Tico Santa Cruz, "Inveja de quê?!"

Eu agradeço a você que lê, que comenta, e espero que não tenha sido totalmente inútil ler "Essa porra ai" (Desculpa mas, ta na moda falar "que porra é essa" caralho, Esses trem ae" )

No fim das contas cada um faz o que quer, e o que lhe faz feliz num é mesmo?!