sábado, 5 de janeiro de 2013

Açaí

Que energia me dá
A fruta, o carinho é o fruto

A atenção, de graça,  a graça.



Um gesto, um abraço
não fique longe,
Venha ser mais que antes,
de alguma forma, seja!

Ah! Sair?
Sempre quando dizemos sim pra algo,
estamos dizendo não pra outras coisas,
é preciso medir,
Mas não deixe de me dar,
o abraço nos fins de tarde,
ou no começo do dia,
tanto faz, como faz, mas faça!

Vou sentar na minha cadeira
olhar a rua, e tomar meu açaí,
Olhar,
lembrar,
voar,
sem "gripar"... Ando forte!

Estarei aqui perto e longe
meio amor meio "monge",
meio completo e ás vezes só meio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentem, perguntem, elogiem, critiquem, mas sejam verdadeiros...