terça-feira, 21 de outubro de 2014

A cor normal dos dias

Fui passear comigo outro dia
Levei-me para ver lugares que costumava ir com ela
Não estavamos mais lá...
O lugar era bonito
Mas não havia a beleza de nossos corpos no gramado
O silêncio de uma goiabeira e uma casa abandonada
Sinto-me frágil e irracional quando choro
Sinto toda minha incapacidade de reconstruir coisas
Os dias vão passando e vou conhecendo o normal!
a cor natural dos dias
Parecem tão desbotados sem ela
ficaram fotos, uma caixinha com cartas, um broche e um pirulito
Se sobrou é por que não falta
Se ela não sente minha falta
deve ser por que lhe sobra dela mesma
Transborda de si mesma
Eu , vazio do que não tenho
ainda sim transbordo,
transbordo novas certezas, e faíscas de novos sonhos!
Sonhos agora menores, não por que eu não saiba sonhar grande
Mas o momento agora permite apenas que eu realize sonhos breves
E faz com que cada abraço seja uma entrega real e verdadeira
Roubando de mim um pouco dessa falta que às vezes transborda
Sou expectador, sou refém sou figurante de uma história que não escolhi viver
Paro e me pergunto: - o que faço aqui visitando meu passado?
Deixei o personagem principal no presente, sentado esperando seu novo papel
suas novas falas, gestos e histórias!
O normal da vida não tem tanta cor
Mas logo os olhos se acostumam
Eu sei que posso colorir meu próprio mundo,
com giz de cera, posso errar, colorir fora do traço,
se eu não gostar, refaço!
o que eu não tenho me falta
e o que me falta ás vezes transborda...
Sai pelos olhos, e atormenta-me ouvir sua risada...
quando na verdade sei que só habitam na casa eu e o silêncio
A cor que hoje me falta
ficará pra sempre perdida,
pois era na mistura que tais cores nasciam
eu não me entrego, prefiro as cinzas
do que viver cores de mentira
cores que alegram mas que no fundo satirizam
riem do meu sonho de amar
O normal pode ser cinza
isso não mais me abala
Pegue suas cores e ponha verdade na sua caminhada

Um comentário:

  1. As vezes penso que meu personagem presente está no passado e não tem futuro, meu amigo. Mas sinto isso como algo bom em mim. Contudo, ter uma nova fala, um novo papel, parece-me lindo! Que bom que você possui esta perspectiva...

    ResponderExcluir

Comentem, perguntem, elogiem, critiquem, mas sejam verdadeiros...