sábado, 8 de novembro de 2014

Preciso de você

Sinto sua falta
Não sinto ânimo de fazer nada
desde que você foi embora
Foi assim de repente
eu acordei e pronto!
Você tinha partido
Eu sei que em parte
A culpa foi minha
Me descuidei de você...
Não foi da noite pro dia
Como você já estava aqui
eu me esquecia
Hoje sinto essa dor que não passa
essa pressão no peito
essa falta de ar
Preciso de você!
E sei que ainda resta um pouco de você em mim
Correndo nas minhas veias
e sinto que a maior certeza que tenho
é que se você for embora de vez
eu morrerei
Não me deixe!
Não me deixe!
Volte Saúde!
Volte!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentem, perguntem, elogiem, critiquem, mas sejam verdadeiros...