quarta-feira, 22 de junho de 2016

Nuvem

Moça, não repara
Assim, sem menos
algo me para
Insiste
nubla os olhos
Nuvem triste


Tempestade
Que só eu vejo, só
Torno-me monocromático,
anacrônico...
crônico... crônico...


Alma sem calma
vaga...
sempre ocupada
mizalobilva,
e digo mais
ancilosante...
sim eu sei,
coisas que eu inventei

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentem, perguntem, elogiem, critiquem, mas sejam verdadeiros...